Oportunidades para Idosos.

Trabalhe em um Cruzeiro Marítimo.

O Brasil por ter uma vasta costa Marítima conta com um formidável cenário para quem, deseja especializar-se em trabalho em alto mar. A seguir veremos formidáveis dicas do que devemos fazer e saber para, trabalharmos em um Cruzeiro Marítimo, mas antes de procurar um emprego em navios e cruzeiros, deve se perguntar se esta é uma profissão boa para você. Esses são alguns dos desafios que você pode esperar se trabalhar embarcado:

  1. Enjoo – até os veteranos admitem ficar enjoados quando o mar está muito turbulento.
  2. Intensidade – muitos funcionários do navio trabalham 7 dias por semana no período que estão embarcados e chegam a trabalhar 14 horas por dia.
  3. Distância – devido à falta de comunicação e internet cara, é difícil comunicar com a família do navio. Logo os trabalhos a bordo acabam sendo mais procurados por jovens solteiros.
  4. Salário – os salários são bons, mas em geral o maior ganho que os empregados de navios tem é em não ter gastos no dia a dia. Mas cuidado, os períodos entre contratos podem ser longos.
  5. Férias – geralmente os contratos são de 6 a 8 meses e você pode ter férias de 2 a 4 meses entre contratos. Esse tipo de instabilidade favorece aos que sabem economizar o dinheiro.

Requisitos

Há alguns requisitos para poder trabalhar embarcado. A menos que você esteja procurando vaga como marítimo, não é necessário ter experiência de mar.

  • Idiomas – a maior arte dos empregadores requerem que o empregado fale mais de uma língua, e um bom domínio da língua inglesa é praticamente obrigatório.
  • Histórico – companhias de cruzeiros contratam pessoas com experiência relevante na área. Não é preciso ter trabalhado embarcado antes, mas seria bem visto.
  • Exames médicos – pode ser exigidos: hemograma completo, TGO, TGP, exame de fezes, urina, cultura da garganta, glicemia, bilirrubina, creatinina, raio x de tórax e tuberculose – veja lista completa aqui.
  • Vacinas – é obrigatório ser vacinado para Febre Amarela e Tétano.
  • Tatuagens aparentes (mão, pescoço, etc) não são permitas por várias companhias de cruzeiro.
  • Passaporte
  • Ficha de Antecedentes Criminais
  • Curso Básico de Segurança de Navio – geralmente chamam esse curso de STCW –nome da instituição regulamentadora – mas a sigla correta é CBSN.
  • Curso de Familiarização de Proteção de Navio – a partir de 2014 se tornou obritgatório pela NORMAN 24.
  • Cursos específicos – curso de bar, primeiros socorros ou outros. Saiba mais sobre os cursos necessários para trabalhar a bordo aqui. Saiba mais sobre os cursos necessários para trabalhar a bordo aqui.

Duração dos Contratos

A indústria de cruzeiros contrata o ano todo e sazonalmente. A maioria dos funcionários trabalham por um período de seis a nove meses com um a dois meses fora. Muitos departamentos de adicionam pessoal para cruzeiros de férias e cruzeiros em alta temporada. Médicos e enfermeiros podem encontrar emprego ano todo ou contratos curtos de dois a três meses.

Mercado de Trabalho

Em 2014 fora oferecidas 2.600 vagas para brasileiros para os 12 cruzeiros que vieram ao Brasil. Os salários oferecidos chegavam a R$5.000, sem contar as gorjetas.

O número de cruzeiros pro Brasil tem caído devido ao custo alto e falta de estrutura. Em 2013 foram 15 cruzeiros, três a mais que em 2014. Embora seja um mercado que está diminuindo no Brasil ainda pode oferecer muitas vantagens, como a oportunidade de trabalhar fora. Conheça as empresas que estão oferecendo vagas para trabalhos embarcados.

FONTE:

https://www.sheltermar.com.br/dicas/empregos/navios-cruzeiros/

 O Globo